Adaptação escolar sem problemas!

 In Notícias

Adaptação escolar - Maple Bear Curitiba

Diálogos e participação da família são primordiais para que adaptação escolar seja feita sem trauma

Manhas, choros e birras, quem possui filhos que já estão em idade escolar sabe o quão difícil é o primeiro dia na escola nova. Os pequenos costumam sofrer muito com esse evento e os pais precisam entender que é extremamente normal, já que para eles encarar novos ambientes, professores e colegas é sempre uma situação complicada, pois tudo aquilo que eles conheciam da escola antiga já não faz mais parte do seu convívio. Para aqueles que estão iniciando a vida escolar é ainda mais difícil.

Para facilitar o famoso primeiro dia de aula, é importante que os pais tomem algumas atitudes para auxiliar aos filhos nesse processo. A coordenadora pedagógica da Maple Bear Curitiba Patrícia Contador explica que as crianças têm nos pais sua principal fonte de segurança e se sentem protegidos em sua presença. Ao serem deixados em um local novo é muito importante que os pais conversem previamente com o pequeno, explicando sobre a escola, sobre os novos desafios, amigos e atividades divertidas que poderão fazer na escola. “Conversem com as crianças, isso é muito importante, assim como nós a educação precisa, desde muito cedo, ter diálogo entre os pais e a criança. Informando a eles que irão para um local que os pais gostam muito e que será muito bom para ela, isso a fará entender e aprender que coisas e amizades novas estão por vir. Além disso, é interessante que os pais levem a criança à escola antes de iniciar as aulas para conhecer o espaço físico e se possível tenham um tempo de permanecer nesse local nesse dia com eles”, destaca Contador.

Outra dica que Patricia dá é que os pais deem autonomia e tenham confiança nos professores e profissionais das escolas, além de não ceder a choros e dramas, pois a cada explicação dada ficam mais altos. “Uma questão muito importante, e que sempre explicamos aos pais é que eles precisam confiar em nós e nos dar autonomia para cuidar da criança. Os pequenos sentem o que seus pais estão sentindo, mesmo que o exterior esteja dizendo algo ao contrário do que sente, a criança saberá que os pais estão com medo e inseguros e isso pode deixá-la da mesma maneira. Em alguns casos recomendamos não realizar negociações com a criança. Já foi falado, explicado, agora é o momento de os pais serem firmes com os filhos e deixar os profissionais fazerem a sua parte”, enfatiza Contador.

 

Primeiro dia sem drama!

A Maple Bear Curitiba, buscando a proximidade família e escola, e pensando em minimizar os efeitos do primeiro dia de aula, criou o Open House. Um evento especial em que as famílias têm a possibilidade de levar os filhos à escola e passar o dia com eles conhecendo as instalações, os novos colegas de turma, professores e auxiliares. A ideia é que as crianças possam conhecer a escola e adaptar-se a ela, sem grandes pressões e sem que isso aconteça logo no primeiro dia de aula. Além disso, a data é utilizada também para os pais conversarem com os professores e saber mais sobre como será o ano letivo dos pequenos. Geralmente este evento é realizado uma ou duas semanas antes do início das aulas.

Já na primeira semana de aula os alunos novos são recebidos de maneira diferenciada na escola. São realizados ensinamentos de maneira mais suave, com assuntos tranquilos e que não exigem muito da criança, além de realizarem em turma um tour por todos os espaços da escola, em que são apresentados para toda a comunidade escolar, desde professores até profissionais da limpeza, cozinha e secretaria da escola. “Na Maple Bear Curitiba nós também trabalhamos com um sistema em que os pais do Toddler (para crianças de 2 anos) participem da primeira semana de aula, com um cronograma gradativo de adaptação:  na segunda e terça-feira, pai (ou mãe) e criança permanecem 1 hora na escola, juntos, em sala de aula. Na quarta e quinta-feira, pai (ou mãe) e criança permanecem 2 horas na escola, sendo que 1 hora pai (ou mãe) ficam em sala com o aluno e a outra hora fica em uma sala de espera aguardando o pequeno. Já na sexta-feira o pai (ou mãe) chega, deixa a criança na escola por 30 minutos, sozinha e os pais são liberados para irem embora e as crianças ficam mais 3 horas na escola.  É importante ressaltar que cada criança é única e o tempo de adaptação varia de individuo por indivíduo, o que é uma das nossas características, o desenvolvimento pessoal de cada um, tendo o seu tempo respeitado”, finaliza Contador.

Recommended Posts

Leave a Comment